1. Não é uma sala de jantar - o apartamento de 250 m² em Fortaleza é provido de uma pródiga, para oito pessoas. Tampouco é uma copa, já que a cozinha fica a metros dali. Invenção do arquiteto Carlos Otávio, o canto com mesa e quatro cadeiras ao lado da janela fica na sala de estar mesmo, como agrada o jovem casal sem filhos que se instalou recentemente ali. Os moradores requisitaram uma ambientação moderna ao profissional para a nova residência à beira-mar. O tapete e a mesa lisa e branca, ambos da Empório Choça, imprimem ar contemporâneo. As cadeiras, da mesma marca, contam com uma estampa vibrante e pés transparentes, dando bossa ao conjunto, enquanto a luminária contribui também para o aspecto moderno. Na parede, os dois quadros com moldura dourada enriquecem o décor.

    Não é uma sala de jantar - o apartamento de 250 m² em Fortaleza é provido de uma pródiga, para oito pessoas. Tampouco é uma copa, já que a cozinha fica a metros dali. Invenção do arquiteto Carlos Otávio, o canto com mesa e quatro cadeiras ao lado da janela fica na sala de estar mesmo, como agrada o jovem casal sem filhos que se instalou recentemente ali. Os moradores requisitaram uma ambientação moderna ao profissional para a nova residência à beira-mar. O tapete e a mesa lisa e branca, ambos da Empório Choça, imprimem ar contemporâneo. As cadeiras, da mesma marca, contam com uma estampa vibrante e pés transparentes, dando bossa ao conjunto, enquanto a luminária contribui também para o aspecto moderno. Na parede, os dois quadros com moldura dourada enriquecem o décor.

  2. Alegria e jovialidade são as principais marcas da cozinha projetada pelo arquiteto Marcelo Mujali para um apartamento paulistano. A base do ambiente consiste nos armários branco e cinza, e para complementar o esquema de cores até então sóbrio, o espaço recebeu diversos itens de cor vermelha – louças, copos e outros utensílios que ficam expostos sobre o balcão. Os eletrodomésticos estão concentrados mais ao fundo do ambiente, arranjados de modo ordenado e discreto, mas não menos rubros. Na maioria deles o acabamento é de aço, garantindo uma aura de modernidade.

    Alegria e jovialidade são as principais marcas da cozinha projetada pelo arquiteto Marcelo Mujali para um apartamento paulistano. A base do ambiente consiste nos armários branco e cinza, e para complementar o esquema de cores até então sóbrio, o espaço recebeu diversos itens de cor vermelha – louças, copos e outros utensílios que ficam expostos sobre o balcão. Os eletrodomésticos estão concentrados mais ao fundo do ambiente, arranjados de modo ordenado e discreto, mas não menos rubros. Na maioria deles o acabamento é de aço, garantindo uma aura de modernidade.

  3. Onde quer que se viva, busca-se o bem viver. No entanto, certos endereços parecem ser mais propícios para tanto do que outros, dotados que são de um encanto próprio, capaz de inspirar seus moradores a compor decorações e lares ainda mais especiais. Este é, indubitavelmente, o caso de Paris, Cidade Luz, capital do romance. Para se inspirar, confira 10 apartamentos parisienses que são puro deleite. Aproveite!

  4. Quando o destino colocou diante da família australiana o antigo estábulo em Glebe, em Sydney, foi suficiente para provocar nos futuros proprietários o desejo imediato de transformá-lo no seu lar. Buscaram então a opinião dos profissionais do escritório Carter Williamson Architects. Morar em um lugar que já abrigou bovinos? A resposta foi encorajadora. Assim surgia um projeto de reforma – uma vez que muito da estrutura da construção estava comprometida. De modo respeitoso, a edificação foi modificada.

  5. Mesmo sem grande opulência, o projeto de interiores desta sala de estar sueca é luxuoso. O efeito é atingido pela sutileza da paleta de cores, que prima especialmente pelo preto e branco, com uma ou outra exceção em cores caracteristicamente neutras, como o bege e o marrom. O contraste elegante entre os tons ganha certa imponência com a boa luminosidade natural que adentra as grandes janelas e inunda o cômodo, cujo pé-direito soma 3,4 m, fato que contribui para o ar sofisticado. Acrescente ao cenário um tapete de zebra, um exemplar da mesa E1027, de Eileen Grey e uma luminária Tolomeo, design de Michele De Lucchi para Artemide, e o sucesso está garantido.

    Mesmo sem grande opulência, o projeto de interiores desta sala de estar sueca é luxuoso. O efeito é atingido pela sutileza da paleta de cores, que prima especialmente pelo preto e branco, com uma ou outra exceção em cores caracteristicamente neutras, como o bege e o marrom. O contraste elegante entre os tons ganha certa imponência com a boa luminosidade natural que adentra as grandes janelas e inunda o cômodo, cujo pé-direito soma 3,4 m, fato que contribui para o ar sofisticado. Acrescente ao cenário um tapete de zebra, um exemplar da mesa E1027, de Eileen Grey e uma luminária Tolomeo, design de Michele De Lucchi para Artemide, e o sucesso está garantido.

  6. Na varanda da casa em Aracajú assinada por Wesley Lemos é patente o uso de diversos materiais: tijolos à vista, madeira, piso cerâmico, texturização de paredes e ladrilhos hidráulicos. O espaço é amplo o suficiente para justificar tamanha miscelânea. Não que exista ali um caos visual - a paleta de cores é simples - destacam-se os tons terrosos e, no mobiliário, peças da Saccaro e almofadas da Missoni Home. O piso do deck é de porcelanato com aparência de madeira.

    Na varanda da casa em Aracajú assinada por Wesley Lemos é patente o uso de diversos materiais: tijolos à vista, madeira, piso cerâmico, texturização de paredes e ladrilhos hidráulicos. O espaço é amplo o suficiente para justificar tamanha miscelânea. Não que exista ali um caos visual - a paleta de cores é simples - destacam-se os tons terrosos e, no mobiliário, peças da Saccaro e almofadas da Missoni Home. O piso do deck é de porcelanato com aparência de madeira.

  7. Esta cozinha pertence a uma casa no Rio de Janeiro com assinatura do arquiteto Alessandro Sartore. O branco dos armários cria uma estética clean que dialoga de forma harmoniosa com a simplicidade do piso de cimento queimado e das paredes, também pintadas de branco. O ambiente tem espírito bastante básico, com uma ou outra escolha que atribui personalidade pontual. É o caso das cadeiras vermelhas e do quadro em preto e branco, que, encostado contra a parede, ganha um toque mais descontraído do que se estivesse pregado a ela. Outro detalhe moderno está nos nichos entre os armários, que deixam expostos os pratos empilhados – característica típica de uma casa do século 21.

    Esta cozinha pertence a uma casa no Rio de Janeiro com assinatura do arquiteto Alessandro Sartore. O branco dos armários cria uma estética clean que dialoga de forma harmoniosa com a simplicidade do piso de cimento queimado e das paredes, também pintadas de branco. O ambiente tem espírito bastante básico, com uma ou outra escolha que atribui personalidade pontual. É o caso das cadeiras vermelhas e do quadro em preto e branco, que, encostado contra a parede, ganha um toque mais descontraído do que se estivesse pregado a ela. Outro detalhe moderno está nos nichos entre os armários, que deixam expostos os pratos empilhados – característica típica de uma casa do século 21.

  8. O apartamento paulistano decorado por Jóia Bergamo tem na atemporalidade das cores neutras e no calor da madeira signos do contemporâneo. Até mesmo a cozinha segue a lógica, o ambiente celebra os traços limpos, retilíneos. Enquanto o mármore reina na área social, a cozinha esbanja um rústico piso de madeira de demolição. Este material enriquece e aquece o cômodo, normalmente frio e meramente funcional. A cereja do bolo é a cadeira Tulipa, de Eero Saarinen, na cabeceira da mesa. Suas linhas curvas e o fato de ser de plástico levam o bom contraste à composição.

    O apartamento paulistano decorado por Jóia Bergamo tem na atemporalidade das cores neutras e no calor da madeira signos do contemporâneo. Até mesmo a cozinha segue a lógica, o ambiente celebra os traços limpos, retilíneos. Enquanto o mármore reina na área social, a cozinha esbanja um rústico piso de madeira de demolição. Este material enriquece e aquece o cômodo, normalmente frio e meramente funcional. A cereja do bolo é a cadeira Tulipa, de Eero Saarinen, na cabeceira da mesa. Suas linhas curvas e o fato de ser de plástico levam o bom contraste à composição.

  9. No dormitório projetado por Fernando piva em São Paulo, a palavra-chave é sutileza. Os tons que revestem os móveis e tecidos são de charme discreto, passando pelo cinza, branco, bege e marrom. Tal paleta dá destaque a cores que talvez se perdessem em ambiente mais coloridos, como o azul-marinho da colcha e as ondas laranjas em um dos quadros na cabeceira da cama. Enquanto o tapete aveludado e as diversas almofadas contribuem para uma sensação de aconchego, as portas espelhadas dos armários têm o efeito de ampliar o espaço. Se sair da cama, em geral, já não é tarefa fácil, com uma vista como a que tem esse cômodo, a missão deve se tornar quase impossível para o morador.

    No dormitório projetado por Fernando piva em São Paulo, a palavra-chave é sutileza. Os tons que revestem os móveis e tecidos são de charme discreto, passando pelo cinza, branco, bege e marrom. Tal paleta dá destaque a cores que talvez se perdessem em ambiente mais coloridos, como o azul-marinho da colcha e as ondas laranjas em um dos quadros na cabeceira da cama. Enquanto o tapete aveludado e as diversas almofadas contribuem para uma sensação de aconchego, as portas espelhadas dos armários têm o efeito de ampliar o espaço. Se sair da cama, em geral, já não é tarefa fácil, com uma vista como a que tem esse cômodo, a missão deve se tornar quase impossível para o morador.

  10. O verão está se aproximando e para curtir noites agradáveis com os amigos e a família nada melhor que um quintal arejado com um deck bem organizado para receber as visitas!

    O verão está se aproximando e para curtir noites agradáveis com os amigos e a família nada melhor que um quintal arejado com um deck bem organizado para receber as visitas!

  11. O verde encantador! Confira algumas ideias de paisagismo para residências.

  12. Da série quartos temáticos: Coruja!

    Da série quartos temáticos: Coruja!